Governador Mangabeira: mulher agredida brutalmente pelo ex-companheiro continua na UTI

Governador Mangabeira: mulher agredida brutalmente pelo ex-companheiro continua na UTI

2032
Foto: reprodução

Continua internada em estado grave na UTI do Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus-HRSJ, Marina Cerqueira Conceição, 35 anos, que trabalha no Centro Educacional Professor Agnaldo Viana Pereira, em Governador Mangabeira, no Recôncavo baiano. Ela foi agredida brutalmente pelo ex-companheiro na quinta-feira 26, quando retornava de moto por uma estrada vicinal, próximo a fábrica de blocos de Quixabeira.

Segundo informações de pessoas que moram perto do local que aconteceu a agressão, Adailton Cardoso da Silva Resende (foragido) estava esperando Marina com o seu carro na estrada, quando ela apareceu de moto, foi surpreendida pelo suspeito que bateu com o seu carro na moto, tendo Marina caído em uma cerca ao lado da estrada. Não satisfeito, o agressor partiu para cima de Marina, que ainda estava no chão, e iniciou com socos e ponta-pés a agressão, deixando a vítima desmaiada. Tudo isso à luz do dia, onde a vítima gritava por socorro, mas as residências não eram tão perto, mas alguns moradores correram para socorrer, quando o agressor fugiu. Levada por moradores ao Hospital de Mangabeira, foi transferida para o HRSJ em estado grave.  Segundo avaliação médica, ela teve corte profundo e extenso, provocado por arma cortante, aprofundamento de crânio, traumatismo craniano e muito sangue no pulmão. Está sedada e inconsciente. Seu estado é considerado grave.  Informações via WhatsApp